Blog

Uso do FGTS como garantia pode ajudar a reduzir juro do consignado

Com a nova opção o juro pode ficar menor que 2,5%.

Uso do FGTS como garantia pode ajudar a reduzir juro do consignado  - AntecipeAqui
Publicado em 02/09/2018

O empréstimo consignado com garantia do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) será uma alternativa para o trabalhador do setor privado que precisa de dinheiro. Com essa nova opção, os juros devem ser menores em relação ao consignado tradicional que, atualmente, fica perto de 2,5% ao mês. A vantagem é ainda maior quando comparado ao crédito pessoal (4% ao mês), cheque especial (12%) ou rotativo do cartão de crédito (12%).

Apesar de ter sido regulamentada em abril de 2017, a opção não estava disponível por conta de um problema operacional. A Caixa Econômica Federal informou que seu novo sistema permitirá que os bancos bloqueiem parte do saldo do FGTS para garantir o empréstimo. Antes da mudança de sistema, os bancos não tinham acesso às informações do fundo dos trabalhadores que tinham interesse em pedir o consignado. As instituições apenas recebiam as informações sobre o saldo do FGTS quando o trabalhador era demitido.

No formato anterior, se o funcionário usasse o FGTS para outra finalidade, o saldo poderia ser esgotado, deixando as instituições sem garantia de quitar o empréstimo em caso de inadimplência. Com as mudanças, os bancos poderão bloquear parte dos recursos do fundo, sendo permitido o bloqueio de até 10% para garantia de pagamento do consignado privado. Segundo a legislação (Lei 13.313/2016), se o trabalhador for demitido sem justa causa, o banco também poderá reter a multa rescisória, 40% do saldo no FGTS, para quitar a dívida do consignado.
 

Quer Fazer a Antecipação de Duplicatas 100% Digital? Faça o seu Pré-Cadastro

Fazer pré-cadastro

Dúvidas sobre FIDC e Factoring? Atendimento:

(62)3633-7653

Dúvidas sobre FIDC e Factoring? Atendimento:

Rua 09, nº 199, sala 11, Setor Central, Goiânia-GO. CEP: 74.013-040

Dúvidas? Clique aqui (62)99944-0438